Fragmentos de asteroide que matou dinossauros são encontrados preservados em âmbar. | Resumo.

Os cientistas acreditam ter descoberto pequenas lascas da própria rocha espacial que causou a extinção dos dinossauros há cerca de 66 milhões de anos.

O objeto, que atingiu o planeta no que hoje é o México, permaneceu por muito tempo um tópico de estudo e debate, com cientistas tentando determinar que tipo de objeto era e do que era feito.

Acredita-se que os fragmentos, encontrados em um local de escavação em Dakota do Norte, foram preservados na seiva da árvore no momento do impacto e depois fossilizados ao longo de milhões de anos.

Se for confirmado conclusivamente que eles são de fato da rocha espacial que eliminou os dinossauros, isso oferecerá algumas das evidências mais fortes até agora da natureza desse impacto devastador.

Um vídeo com conversas entre DePalma e cientistas proeminentes da NASA, bem como um documentário da BBC sobre a descoberta narrado por Sir David Attenborough, será transmitido nas próximas semanas.

Uma versão também será exibida na série da PBS "Nova" no final do mês.

[Unexplained]

 
});