Pela manhã os pássaros cantam agradecendo por mais um dia, alegremente pulando nos galhos das árvores conduzindo harmonicamente e ritmicamente diversos sons, transeuntes cruzam as estradas em direção aos seus empregos coçando os olhos cansados pelas noites mal dormidas.

 O sino das igrejas tocam uníssono com as sirenes das empresas avisando o horário para que todos tomem seus respectivos lugares, o sol da manhã em um aviso prévio inicia um demonstrativo do que será o escaldante sol da tarde.

 Os ônibus lotados carregando os guerreiros e guerreiras que sustentam este país e toda sua máquina pública, dia após dia vivendo na luta diária nesta grande batalha pela sobrevivência na conquista do pão de cada dia. 

 Paulatinamente estes acontecimentos prosseguem em seu ritmo normal, coragem, determinação, força de vontade e perseverança é o que guia muitos ao um objetivo comum, de serem vitoriosos em suas vidas.

 Quando a desesperança sobrepõe a esperança o novo caminho trilhado tende a ser profundo, o buraco em que se encontra não terá fim, contudo se voltares para trás, essa descrença pode ser novamente transformada em perseverança, dando início a um novo suspiro de esperança.

 Neste momento milhares de pessoas estão passando por dificuldades, fomes, doenças, perseguições por suas crenças, liberdades sufocadas. Mesmo com todas as dificuldades, a sede de viver permanece intacta entre esses milhares de seres humanos.

 Se tem o que beber, comer, as partes dos seus corpos estão intactas não há razão para reclamar, pois há pessoas que não tem mas vivem felizes com o pouco em suas vidas. 

"Portanto eu digo: Não se preocupem com sua própria vida, quanto ao que comer ou beber; nem com seu próprio corpo, quanto ao que vestir. Não é a vida mais importante que a comida, e o corpo mais importante que a roupa? Observem as aves do céu: não semeiam nem colhem nem armazenam em celeiros; contudo, o Pai celestial as alimenta. Não têm vocês muito mais valor do que elas? Quem de vocês, por mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora que seja à sua vida?”

Mateus 6:25-27

 
});