A nova empresa que foi nomeada Colossal, descreve-se como uma "empresa inovadora em biociência e engenharia genética" que visa "restaurar a Terra a um estado mais saudável, ao mesmo tempo que resolve as futuras economias e necessidades biológicas da condição humana por meio da ciência e tecnologias de ponta."

Fundada pelo empresário e caçador de OVNIs Ben Lamm ao lado do especialista em extinção e geneticista George Church, a empresa patrocinará pesquisas no laboratório da Escola de Medicina de Harvard com o objetivo de efetivamente trazer o extinto mamute peludo de volta à vida.

De acordo com Lamm, o projeto dará continuidade aos esforços de outros pesquisadores como David Rice - que já sequenciou os genomas de 23 elefantes asiáticos - e da própria cientista biológica líder do Colossal, Eriona Hysolli - que extraiu e analisou o DNA de um mamute encontrado na Sibéria.

"Eles praticamente conseguiram completar a montagem dos mais de 60 genes que essencialmente tornariam o genoma de um elefante funcionalmente igual ao de um mamute peludo", disse ele.

Lamm espera que a empresa produza seus primeiros bezerros híbridos de elefante-mamute dentro de 6 anos.

O objetivo final será reintroduzir rebanhos inteiros de animais na natureza.

Dado que ninguém jamais conseguiu realizar algo remotamente parecido com isso antes, no entanto, os cientistas por trás do empreendimento provavelmente enfrentarão desafios.

[Vice]
 
});