Não tente fazer isso em casa. Crédito da imagem: CC BY 2.0 Tommy Sea

Segundo relatos, James Sakara - o pastor da Igreja de Sião em Chidiza, Zâmbia - ficou tão convencido de que poderia voltar à vida depois de três dias que decidiu tentar o feito por meio de ser enterrado vivo em uma cova cavada por três dos membros de sua própria igreja.

Embora a maioria dos presentes estivesse relutante em ajudar, ele acabou por deitar-se na cova recém-cavada com as mãos amarradas atrás das costas.

O solo foi então empilhado em cima dele até que estivesse bem e verdadeiramente enterrado vivo.

Sem surpresa, quando os membros da igreja voltaram três dias depois para desenterrá-lo e testemunhar sua 'ressurreição', eles o encontraram quase morto.

Alguns participantes tentaram 'exercícios espirituais' para reanimá-lo, mas sem sucesso.

Enquanto um dos três homens que ajudaram na façanha entregou-se às autoridades, os dois restantes ainda estão foragidos.

 
});