No início deste ano, os pesquisadores anunciaram uma mistura de homem e macaco.

O Salk Institute for Biological Studies em La Jolla, Califórnia, disse em abril que participou com uma equipe de pesquisa liderada pela China em um experimento de injeção de células-tronco humanas em embriões de macacos.

Eles permitiram que a criatura resultante vivesse e crescesse por 19 dias antes de exterminá-la. Os pesquisadores responsáveis ​​pela tecnologia usada no experimento disseram que seu trabalho auxiliou no estudo do desenvolvimento embrionário.

Alguns senadores dos Estados Unidos ficaram surpresos e preocupados, O senador de Indiana, disse “estar preocupado que tais experimentos híbridos humano-animal ultrapassem os limites éticos e violem a dignidade e santidade da vida humana.”

[Strange Sounds]

 
});