No Oriente há muitas lendas e vastos segredos antigos ainda por se revelar, pesquisadores, arqueólogos e aventureiros descobriram diversas relíquias antigas como artefatos de faróis, tumbas e diversos hieróglifos. Uma lenda pouco conhecida é sobre o livro dos mortos.

 Um louco e rico artesão do século XVI, investiu grandes somas da sua riqueza para encontrar um livro do qual um poderoso feiticeiro passou a sua vida inteira procurando, este livro continha o segredo dos hieróglifos para a magia da evocação dos espíritos malignos, ou seja, todo aquele que possuísse tal livro seria o mestre desses espíritos podendo usá-los tanto para o bem quanto para o mal.

 Abdhu Ali juntou grande quantidade de suplementos e contratou várias pessoas para ajudá-lo na busca, após receber uma misteriosa carta do local exato onde este livro estava, movido pela ambição; viajou nos lombos dos camelos até as pirâmides do Egito, Abdhu Ali loucamente começou escavar o local exato como estava desenhado na misteriosa carta.

 De repente da terra escavada um vapor subia adentrando nas narinas de todos aqueles homens, enlouquecidos balbuciava uns para os outros palavras infernais e desconhecidas, as autoridades do Egito naquela época prenderam todos, e enjaulados continuavam indistintamente a falar. Todos os três contratados de Abdhu Ali morreram possuídos por forças além da compreensão humana, Abdhu Ali viveu até a velhice loucamente proferindo palavras em línguas de hieróglifos desconhecidos.

 O mistério do livro dos mortos de Abdhu Ali permanece intocado, poucas vezes foram mencionado tal ocorrido para que jamais o livro chegasse aos ouvidos de pessoas ambiciosas e obstinadas.

 
});