A colina tem esse nome pelo aspecto semelhante ao focinho de lobo que algumas de suas pedras apresenta, o parque é estritamente protegido pelo município; porém em tempos outrora circulava entre os habitantes locais incomuns ataques de moscas deixando dezenas de feridos.

 Alguns dos aldeões mais antigos foram interrogados por Frances, um detetive já aposentado que foi designado para a investigação do caso; gentilmente ele abriu alguns arquivos para nós.

 Às 2:00 horas, veio desesperado um jovem procurando ajuda; suas mãos estavam totalmente dilaceradas, a pele do rosto completamente perfurada como se houvesse caído em espinhos. Esse jovem disse: “Senhor, chame uma ambulância, precisamos de ajuda na colina, as moscas estão descendo para a cidade”.

 O investigador Frances na entrevista parecia assustado, olhava para a janela constantemente como se estivesse sendo vigiado, ele nos falou:

 Parece ser loucura mas o governo ocultou muitas informações, pelo que eu andei pesquisando, naquela época havia na colina algum tipo de pesquisa científica e o governo bancava tudo. O que vemos nesses arquivos é superficial, digo que as moscas eram algum tipo de arma de guerra.

 Mantivemos contato com o senhor Oropande de uma tribo que presenciou os acontecimentos, ele nos forneceu uma intrigante e breve informação:

 As moscas vieram cobrindo praticamente tudo, os deuses da natureza estavam zangados com os homens brancos por causa da grande maldade deles, as moscas comeram as peles dos homens brancos e depositaram seus ovos na carne.

 De toda forma, o ataque das moscas tornou-se uma das mais misteriosas e indecifráveis investigações, as parcas informações não são suficientes para juntar o quebra-cabeça. Mantivemos encobertos o nome da cidade e o ano, agradecemos a Frances por solicitamente nos fornecer este precioso documento que fora secretamente oculto anos atrás. 

 
});