A síndrome de Raynaud, também conhecida como fenômeno de Raynaud, é uma condição médica rara que limita o suprimento de sangue aos dedos das mãos e, às vezes, aos dedos dos pés, fazendo com que fiquem temporariamente brancos ou azuis.

Nomeado em homenagem ao médico Auguste Gabriel Maurice Raynaud, que o descreveu pela primeira vez em sua tese de doutorado em 1862, essa condição rara pode ser descrita como uma reação exagerada a estímulos como frio ou estresse. 

O corpo tenta conservar o calor diminuindo o fluxo de sangue para os pontos mais distantes, como os dedos. Para isso, as pequenas artérias que levam o sangue a esses pontos se contraem, fazendo com que as extremidades fiquem temporariamente brancas e depois azuis, devido à prolongada falta de oxigênio na área afetada.

 
});