Jack Carter, um habilidoso pescador, cruzou as águas do Atlântico Sul em busca de infindáveis peixes, acreditando nas histórias contadas por seu velho pai que perseguira o sonho da riqueza e prosperidade ao longo da sua vida.

 Nessa busca frenética ele fora atacado por uma criatura que deixou graves sequelas no seu intelecto, nunca mais Jack Carter fora o mesmo.

 Tudo ocorreu em 1953, ouvindo desde criança as histórias do avô e do pai, guardou para si a audaciosa possibilidade de enriquecer através dos mares, desde criança acompanhando o velho pai, aprendera todas as técnicas do pescado. Quando completou a maioridade, decidiu largar tudo e com o apoio do pai prosseguiu para a tão sonhada viagem pelo Atlântico Sul.

 Num ensolarado dia ouvira grandes pancadas, pensou que eram tubarões, baleias ou até tartarugas, ao vislumbrar o olhar para a direita, o que Jack viu o deixou perplexo, a enorme criatura inominável subia pelo mar e descia, as enormes presas, as escamas do tamanho da palma de uma mão humana adulta e os enormes e negros olhos pretos derrubara Jack naquele momento.

 Desmaiado no barco fora salvo por navios que por sorte do homem faziam patrulhas pelas águas. Jack Carter enlouqueceu e os poucos detalhes desse breve relato estão arquivados no Condado de Clark.    

 
});