A Bíblia não contém nenhuma menção à maçã, nas linhas bíblicas existe apenas a palavra peri, que em hebraico significa todas as frutas. Como os rabinos sugeriram, os frutos proibidos podem ser figos, uvas ou cidras. Este último é uma fruta agridoce com aparência de limão que era usada durante os festivais da colheita.

A maçã provavelmente se originou em Roma em 382 DC, quando Damásio pediu para traduzir a Bíblia. O erudito Hierosimus traduziu então a palavra peri como malum. Do latim, significa maçã, mas no passado seu significado também era coletivo e aplicado a todas as frutas. Além disso, a palavra também significava "mal". Acabou sendo uma espécie de trocadilho.

A maçã ficou fixada na mente das pessoas, mas nos tempos bíblicos ela não existia.

 
});