Morava numa casa em que todas as vezes quando chovia fedia a mofo, eram tempos difíceis. Mais ou menos com 9 anos, constantemente fui levado ao hospital para usar a nebulização.

 Além do mofo, as brigas familiares contribuíram para o desenvolvimento de pequenas insônias, sempre ao deitar dormia e acordava logo em seguida. Na gaveta do armário da cozinha encontrei um relógio sem pulseira que estava funcionando muito bem.

 Lembro de ter colocado o relógio na quina da cama sobre o improvisado chinelo, havia chovido três dias ininterruptos, horas depois me despertei com gotas de água caindo sobre uma vasilha na cozinha. Levantei o braço e abaixei no chão procurando o chinelo. Com o relógio em mãos a hora apontava para às 3:00h, até ali era uma noite normal.

  Após pôr o relógio no chão ouvir um fino sorriso e arranhões, em segundos a minha respiração ofegava de medo,  foram três vezes que eu ouvira isso. Não dormi a noite toda, fiquei encoberto na colcha que cobria a cama derretendo de tanto suar.

 Depois de vinte anos a minha família ainda diz que foi algo da minha cabeça, mas tenho plena certeza que naquela casa havia algo maligno.

Relato Sobrenatural. 

 
});