O deserto Dasht-e Lut do Irã é apenas o 25º maior deserto do mundo, mas detém o recorde de maior altitude; e a temperatura mais alta já registrada, acima de 70 graus Celsius.

Dasht-e Lut ( do persa  “planície do vazio”) é um grande deserto de sal que, acreditam os cientistas, se formou do desaparecimento do mar. Milhões de anos atrás, mudanças tectônicas fizeram com que o fundo do mar subisse, com a água evaporando lentamente devido às altas temperaturas. Hoje, é uma terra estéril com cerca de 51.800 quilômetros quadrados de extensão, cercada por montanhas por todos os lados, o que contribui para as temperaturas recordes registradas aqui, ao evitar que o ar úmido do mar Mediterrâneo e da Arábia chegue até ela.

O espectrorradiômetro de imagem de resolução moderada instalado no satélite Aqua da NASA pesquisou o globo entre 2003 e 2010 e os dados coletados revelaram que a temperatura mais alta da Terra, em média, foi registrada no Dasht-e Lut. A temperatura mais alta registrada aqui pelo satélite foi de 70,7 graus Celsius, em 2005, mas o deserto iraniano também teve a maior temperatura anual em cinco dos sete anos de dados de satélite. 

 
});