Arqueólogos em Israel desenterraram as ruínas de uma igreja bizantina de cerca de 1.500 anos. Ela estava no Getsêmani, perto do lugar onde Jesus foi traído.


As ruínas da igreja estão localizadas no sopé do Monte Eleons, perto da Cidade Velha de Jerusalém. Este lugar desempenha um grande papel para os cristãos, porque era ali que Jesus costumava orar. Os arqueólogos Dr. David Yeager e Dr. Amit Reem sugerem que a igreja foi erguida neste local apenas por causa do fato de ter grande significado espiritual.

Uma inscrição em grego também foi encontrada no chão da igreja. Um deles diz que este edifício foi construído em memória daqueles que amam a Cristo e que aceitaram o sacrifício de Abraão.

Um ponto interessante é que provavelmente a igreja foi construída durante o período em que Jerusalém era governada por muçulmanos. Dr. Yeager acrescentou que esta é a prova de que as peregrinações cristãs continuaram mesmo sob o governo de muçulmanos.

A igreja, segundo especialistas, foi destruída no século 12 DC. Talvez a razão para isso tenha sido a ocupação de Saladino, ocorrida em 1187.

[Planeta]

 
});