De acordo com um cientista da Universidade Brigham Young Sayedeh Sara Sayedi, a maior parte do permafrost está localizado logo abaixo do Oceano Ártico. Devido ao fato dos depósitos estarem em um local inacessível às pessoas, ninguém pode dizer exatamente quantos gases perigosos existem.

Alguns especialistas afirmam que se trata de uma bomba-relógio real que pode explodir a qualquer momento e entrar na atmosfera terrestre. Isso causará uma catástrofe climática global.

De acordo com dados preliminares, 60 bilhões de toneladas de metano, assim como 560 bilhões de toneladas de carbono orgânico, podem estar sob o permafrost. A cada ano, uma pequena parte dessas reservas entra gradativamente na atmosfera e provoca um aumento da temperatura média do ar no planeta.

[Planeta]

 
});