Os cientistas conseguiram o objetivo de compilar imagens da câmara magnética do supervulcão. Os turistas que estavam por perto ficaram muito assustados: os terremotos ocorreram novamente como antes. 

Como não podem evitar a erupção do vulcão mais poderoso do mundo, os cientistas estão monitorarando os processos que ocorrem nele. Monitoram regularmente as mudanças na temperatura do solo.

Os tremores em Yellowstone são migratórios: ocorrem onde ninguém os espera, enquanto nos territórios usuais os terremotos "diminuem" indefinidamente. Isso dificulta a garantia da segurança dos visitantes e a manutenção da infraestrutura do parque intacta.

As erupções geralmente ocorrem após anomalias de temperatura. O parque está equipado com diversos sensores, mas mesmo com todos os equipamentos, eles não permitem o monitoramento total de 10 mil objetos geotérmicos em uma área de 3.472 m².

[Planeta]

 
});