19 de abr. de 2020


Em um raro vislumbre dentro do laboratório chinês, no centro da crescente suspeita internacional sobre a pandemia de Covid-19 e temores de que tenha sido causada por um vazamento catastrófico que foi encoberto por Pequim.

Imagens do interior do Instituto de Virologia de Wuhan mostram um selo quebrado na porta de um dos refrigeradores usados ​​para armazenar 1.500 tipos diferentes de vírus, incluindo o coronavírus de morcego que transmitiu aos seres humanos com um efeito devastador.


As fotos, divulgadas pela primeira vez pelo jornal estatal China Daily em 2018, foram publicadas no Twitter no mês passado, antes de serem excluídas.

O Mail on Sunday revelou há quinze dias que governantes de alguns países temem que a pandemia possa ter começado como resultado de um vazamento. 

Na semana passada, este jornal também divulgou que o instituto havia realizado experimentos com vírus corona em morcegos capturados a mais de 1.000 milhas de distância em Yunnan, financiados por uma doação de US $ 3,7 milhões do governo dos EUA. 

O seqüenciamento do genoma do Covid-19 o localizou nos morcegos encontrados apenas nessas cavernas. 

Nossas revelações levaram Donald Trump a ser interrogado em uma entrevista coletiva na semana passada sobre a teoria do vazamento, à qual o presidente respondeu: 'Estamos fazendo um exame muito minucioso dessa situação horrível'. 

O Twitter foi imediatamente inundado de críticas sobre a aparente falta de medidas de segurança desse laboratório.







Com a Informação DailyMail.


0 Comentários :

Postar um comentário