26 de mar. de 2020


De acordo com observações recentes, o cometa Borisov interestelar pode estar tendo explosões provocadas por voar através do nosso sistema solar e passar pelo Sol.

O cometa, agora apelidado de Borisov, chamou a atenção dos observadores do céu no final de agosto de 2019. Observações repetidas do objeto traçaram sua trajetória, e os astrônomos determinaram que seu trajeto estranho significava que esse objeto só poderia ter vindo de além do nosso sistema solar e estava apenas passando através do nosso bairro.

Este mês, os astrônomos descobriram que algo estranho estava acontecendo. Uma equipe sediada na Polônia informou que duas vezes em março que o cometa Borisov havia ficado mais ativo.

Eles escreveram em uma nota, descrevendo as novas observações.

Esse comportamento é fortemente indicativo de uma fragmentação contínua do núcleo.

Tal fenômeno seria causado pela aproximação do Borisov em relação ao Sol. Essa é uma possibilidade que os cientistas consideram desde sua aproximação do Sol em dezembro. Como todos os cometas, Borisov é um pedaço de detrito gelado; assim, a passagem pelo Sol causa interações com esse gelo.

Borisov foi uma descoberta empolgante porque – diferentemente do Oumuamua, o primeiro objeto interestelar que os cientistas descobriram – os astrônomos identificaram este objeto com bastante tempo, mais de um ano, para observar e estudar sua jornada pelo sistema solar…








Com a Informação Space.

0 Comentários :

Postar um comentário