História bíblica da morte de 185 mil soldados parcialmente confirmada. Mistério Resumo.

 

História bíblica da morte de 185 mil soldados parcialmente confirmada.
Arqueólogos acreditam ter encontrado o local de um notório acampamento militar assírio.

Os arqueólogos encontraram uma antiga base militar que pode confirmar parcialmente a história da Bíblia sobre os anjos de Deus que repeliram um ataque a Jerusalém. 


Uma história bíblica diz que há cerca de 2.700 anos, Deus enviou um anjo mensageiro para enfrentar um exército de guerreiros assírios que veio com a intenção de conquistar a Terra Santa. 


Segundo a Bíblia, o anjo do Senhor despertou sua ira sobre o exército assírio e matou 185 mil soldados em uma noite. Até recentemente, não havia nenhuma evidência arqueológica de que tal batalha pudesse realmente ter ocorrido.


O arqueólogo Stephen Compton, munido de métodos modernos de mapeamento, descobriu evidências de que ocorreu algum tipo de batalha épica. 


O Império Assírio existiu de 1365 a 609 aC. Isto é, centenas de anos antes da época de Cristo. A invasão de Jerusalém foi perpetrada pelo rei assírio Senaqueribe. Ele estava ansioso por afirmar o seu domínio político e econômico sobre todas as rotas através do deserto sírio que conduziam ao Mar Mediterrâneo. 


Anteriormente, os arqueólogos encontraram uma cena esculpida nas paredes de pedra do palácio do rei Senaqueribe. Foi dedicado à conquista de Laquis, uma cidade ao sul de Israel. As esculturas também identificaram uma base militar, permitindo aos arqueólogos compará-la com fotografias da área tiradas na década de 1910.


Foto da área na década de 1910. Foto: Wikimedia Commons
Foto da área na década de 1910. Foto: Wikimedia Commons


Compton viu uma área que tinha o mesmo tamanho e formato das pinturas nas paredes do palácio. Nesta área foram encontradas ruínas – restos de uma parede perimetral, bem como fragmentos de cerâmica. Outras explorações arqueológicas do local revelaram que foi abandonado após a invasão de Senaqueribe e assim permaneceu por 2.600 anos.


A primeira descoberta permitiu aos pesquisadores continuar a busca por outras instalações militares na área. Eventualmente, Compton encontrou a antiga localização dos acampamentos militares de Senaqueribe. 


“Cada local era um local circular localizado perto das antigas muralhas da cidade, e cada acampamento tinha o mesmo nome árabe, ou pelo menos é o que diz um dos primeiros mapas”, diz Compton. 


O nome dos campos também sugeria que foi neste local que as forças de Senaqueribe planejaram o ataque.


Três passagens bíblicas detalham como os soldados assírios foram massacrados na noite anterior ao ataque a Jerusalém. Nos três casos, a divindade israelita YHWH enviou um anjo que entrou no acampamento inimigo e matou todos os soldados enquanto dormiam.


O mensageiro do Senhor foi enviado para proteger Jerusalém como resposta às orações de seu governante, Ezequias. 




FONTE

0 Comentários :

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Postagem mais recente Postagem mais antiga
 
});