Este é um planeta que você não gostaria de visitar. Crédito da imagem: SPP 1992 (Patricia Klein)

Os astrônomos identificaram um novo planeta extra-solar que se acredita ser composto de mais de 80% de ferro.

Situado a aproximadamente 30 anos-luz da Terra em órbita ao redor da estrela anã GJ 367, o novo planeta foi descoberto pela missão Transiting Exoplanets Survey Satellite (TESS) da NASA.

Com um raio de cerca de três quartos do da Terra, as condições da superfície neste mundo diminuto, que é travado de forma que um lado fique voltado para sua estrela o tempo todo, são inegavelmente infernais.

Acredita-se que seu núcleo de ferro se estenda por 85% do caminho até a superfície, deixando uma fina crosta de rocha.

Com temperaturas de superfície de 1.745 Kelvin, é provável que pelo menos parte de sua superfície seja ferro fundido - tornando impossível as chances de encontrar vida.

Em muitos aspectos, GJ 367b é muito parecido com o planeta Mercúrio, embora maior, muito mais próximo de sua estrela-mãe e com uma densidade 1,5 vezes maior.

"Este é um objeto único com um período orbital curto e alta densidade", disse Kristine Lam, do Centro Aeroespacial Alemão.

"Esta descoberta abre caminho para que futuros cientistas de exoplanetas encontrem planetas cada vez menores, esperançosamente como algo em nosso Sistema Solar, ou algo completamente diferente."

[Ars Technic]
 
});