Onde está toda a matéria escura? Crédito da imagem: CC BY 4.0 Javier Roman / Pavel Mancera Pina

A descoberta fascinante pode mudar o que sabemos sobre a formação de galáxias de cabeça para baixo.

A natureza precisa da matéria escura e da energia escura, que se acredita serem responsáveis ​​por até 96% do universo observável, continua sendo um dos mais importantes mistérios não resolvidos da física moderna.

Apesar dos esforços concentrados, os astrônomos não conseguiram observar a matéria escura diretamente porque ela não absorve, emite ou reflete qualquer radiação eletromagnética, tornando-a impossível de ver.

Acredita-se, no entanto, que desempenhe um papel vital na formação de novas galáxias.

Agora, porém, a descoberta de uma galáxia que parece completamente desprovida de matéria escura colocou até mesmo isso em dúvida, sugerindo que sabemos ainda menos sobre a formação de galáxias do que imaginávamos.

A galáxia em questão, conhecida como AGC 114905, é uma galáxia ultradifusa (UDG) - o que significa que, embora seja tão grande quanto a Via Láctea, é muito mais tênue e tem muito menos estrelas.

Situada a 250 milhões de anos-luz de distância, é a primeira galáxia observada a não ter matéria escura.

"Em princípio, galáxias como esta não deveriam existir", disse o principal autor do estudo e astrônomo Pavel Mancera Pina, da Universidade de Groningen, na Holanda.

"Não podemos explicá-los efetivamente com qualquer teoria existente."

[Live Science]
 
});