Os ilhéus encontraram uma nova fonte de água potável. Crédito da imagem: CC BY 2.5 Honey Hooper Os

Pesquisadores deram uma nova analisada em como os habitantes da ilha bebiam água diretamente do oceano.

Um dos mistérios que encontraram os primeiros europeus ao chegar à enigmática Ilha de Páscoa foi como seus habitantes conseguiam beber água direto do mar.

Normalmente a água do mar não é adequada para consumo humano, mas neste caso parecia que parte da água situada ao redor da costa da ilha continha muito pouco sal e poderia ser bebida diretamente.

Mais tarde, foi descoberto que isso foi possível devido a 'infiltrações costeiras' - que acontecem quando a água da chuva desce através da rocha porosa da ilha e em um aquífero subterrâneo.

Pequenos bolsões de água doce então escorrem para o mar e são depositados no oceano.

Usando drones e tecnologia de imagem térmica moderna, pesquisadores da Binghamton University em Nova York foram capazes de localizar esses bolsões de água doce de infiltração costeira, permitindo uma compreensão muito maior dos processos envolvidos.

"É um pouco salgado, mas não insuportavelmente salgado", disse o líder do estudo, Robert DiNapoli.

"Simplesmente não é a água mais saborosa, basicamente."

Para os primeiros habitantes da Ilha de Páscoa, esses bolsões de água doce teriam servido de tábua de salvação nos momentos em que os únicos corpos de água potável da ilha secavam nos meses de verão.

"Eles enfrentaram um lugar muito difícil para se viver e criaram estratégias interessantes de sobrevivência", disse DiNapoli.

[Euro News]
 
});