Rae Kwon Chung, ganhador do Prêmio Nobel da Paz de 2007, expressou preocupação no Fórum Econômico do Leste de que o aquecimento global poderia despertar vírus antigos que estão adormecidos no permafrost e em outros tipos de gelo. E isso pode trazer consequências imprevisíveis para a humanidade.

A declaração de Rae Kwon Chung, Conselheiro do Secretário-Geral da ONU sobre Mudanças Climáticas, Professor Emérito da Universidade Estadual de Incheon, é certamente impressionante.

O permafrost preserva perfeitamente os germes e vírus, porque é frio, escuro e não contém oxigênio, disse Jean-Michel Claverie, professor da Universidade Aix-Marseille, na França, há quatro anos, que reviveu vários vírus extraídos do solo congelado da Sibéria. - O permafrost pode muito bem ocultar a infecção que causou pandemias no passado.

Mamute bebê que morreu de antraz.

O fato de o gelo estar repleto de algo completamente desconhecido foi relatado recentemente por cientistas chineses e norte-americanos que descobriram 28 vírus desconhecidos em uma geleira no Tibete.

A maioria deles - 18 espécies, como se viu, não são perigosas para os humanos - mas os 10 restantes ainda são desconhecidos. 

A propósito, vírus antigos revividos - sejam de geleiras ou permafrost - são terríveis como agentes infecciosos. Sua capacidade de integrar seu material genético a outros patógenos, causando mutações, também é uma ameaça. As consequências de tais transformações podem de fato levar ao surgimento de vírus que nunca encontramos antes.

Rae Kwon Chung recomendou que a humanidade esteja preparada para tais desafios e responda rapidamente a eles.

[SouLask]

 
});