A proposta parece ambiciosa demais para ser plausível. Crédito da imagem: NASA / Mark Rademaker

Certamente não é segredo que o programa espacial da China tem crescido cada vez mais nos últimos anos. Tendo anteriormente lançado dois postos avançados tripulados em órbita, agora está trabalhando na estação espacial de Tiangong - que terá aproximadamente o tamanho da estação espacial russa Mir que está desativada - fornecendo um posto avançado de longo prazo na órbita da Terra para a realização de experimentos científicos.

As ambições da China, entretanto, não param por aí - a Fundação Nacional de Ciências Naturais do país está atualmente trabalhando em propostas para a construção do que foi descrito como uma "espaçonave ultragrande" que mediria vários quilômetros de comprimento.

A nave invariavelmente enorme seria construída ao longo de vários anos, lançando componentes individuais em órbita e colocando-os juntos no espaço.

Haveria também uma ênfase particular em manter o peso (e os custos) baixos.

"[Tal espaçonave] é um importante equipamento aeroespacial estratégico para o uso futuro dos recursos espaciais, exploração dos mistérios do universo e permanência em órbita de longo prazo", diz o esboço do projeto.

O ambicioso projeto é uma das várias propostas que estão sendo consideradas, no entanto, não está claro se os poderes constituídos irão realmente decidir realizá-lo.

Dada a escala de tal projeto e as aplicações práticas questionáveis, parece improvável que a China realmente vá em frente com tal plano - pelo menos por enquanto.

[SCMP]
 
});