Os mergulhadores livres estão extraindo os limites do que é possível. Crédito da imagem: CC BY-SA 4.0 Sylvain7171

Alguns dos melhores mergulhadores livres podem reduzir sua frequência cardíaca para aquela normalmente encontrada em mamíferos aquáticos, como focas.

Apoiando-se em nada além de uma única golfada de ar, alguns mergulhadores livres podem descer centenas de metros abaixo da superfície do oceano por vários minutos de cada vez, sem qualquer aparelho respiratório.

É uma disciplina que requer anos de treinamento, porém as coisas podem dar errado muito rapidamente; se o cérebro não receber oxigênio suficiente, o mergulhador pode desmaiar debaixo d'água.

Um novo estudo realizado pela professora de fisiologia Erika Schagatay, da Mid Sweden University, e colegas, lançou uma nova luz sobre o que se passa no corpo de um mergulhador habilidoso e livre.

Para coletar dados, eles adaptaram um dispositivo biomédico para suportar pressões subaquáticas extremas.

As descobertas revelaram que alguns mergulhadores livres atingiram níveis de oxigênio no cérebro tão baixos quanto 25%, o que é equivalente aos valores mais baixos já registrados no topo do Monte Everest.

Uma pessoa normalmente perde a consciência em torno de 50% e 98%, é considerado normal.

Incrivelmente, descobriu-se que alguns mergulhadores livres são capazes de reduzir sua frequência cardíaca para até 11 batidas por minuto - o equivalente à de mamíferos aquáticos como focas e golfinhos.

"Além das respostas fisiológicas excepcionais que os mergulhadores livres apresentam e os extremos que podem tolerar, eles podem ser um grupo fisiológico muito informativo", disse Chris McKnight, pesquisador da Unidade de Pesquisa de Mamíferos Marinhos da Universidade de St Andrews.

"Suas reações fisiológicas são tão únicas e as condições às quais eles estão expostos não são facilmente replicadas, então eles oferecem uma maneira única de entender como o corpo responde ao baixo oxigênio no sangue, baixa oxigenação do cérebro e severa supressão cardiovascular."

[Live Science]
 
});