Deserto de Thar na Índia. Crédito da imagem: CC BY 2.0 sushmita balasubramani

Pesquisadores identificaram o que agora se acredita serem geoglifos gigantes gravados no deserto de Thar, na Índia.

As Linhas de Nazca, que podem ser encontradas em um planalto árido remoto no sul do Peru, dispensam apresentações, mas existem outros geoglifos ainda maiores em outras partes do mundo que passaram quase completamente despercebidos por séculos.

Descobertos usando o Google Earth por dois pesquisadores independentes da França, os geoglifos que abrangem a região do deserto de Thar, na Índia, são agora considerados não apenas os maiores geoglifos da Terra, mas também as maiores representações gráficas de qualquer tipo já criadas por mãos humanas.

Compostos por formas e figuras, listras e espirais gigantes, esses enormes geoglifos são tão grandes que só é possível decifrá-los adequadamente do ar.

A maior - uma espiral gigante assimétrica composta por uma única linha circular que percorre 12 km - cobre uma área de 724 metros de comprimento por 201 metros de largura.

Outro, que fica a sudoeste dele, tem uma forma serepentina com uma linha de 11 km de comprimento.

“Esses geoglifos que são os maiores já descobertos no mundo e pela primeira vez no subcontinente indiano, também são únicos em seus signos enigmáticos”, escreveram os pesquisadores.

"A espiral gigante e a figura serpentina são definitivamente os principais pontos de interesse, intimamente ligados a Boha 3, sugerindo que todos os outros geoglifos foram criados como uma estrutura para este conjunto."

"Devido à sua contiguidade espacial, os padrões 1, 2 e 3 podem ser percebidos como um projeto sequencial."


Acredita-se que os geoglifos foram criados, não nos tempos antigos, mas por volta de 150 anos atrás.

Exatamente quem foi o responsável e porque eles foram construídos, no entanto, continua a ser um mistério.

[Alerta Científico]
 
});