Aparentemente o sorriso é um dos cartões postais mais bem sucedido para qualquer pessoa, há quem diga que é a primeira impressão que fica no sujeito, mas para Minerva Allen o seu sorriso era uma arma mortal.

 Nos livros antigos datados de 1300 - 1334, contava a história de uma jovem camponesa que vivia precisamente durante uma monarquia medieval estabelecida no Leste Europeu, não se sabe ao certo o local exato. O nome da camponesa era Minerva Allen, alguns textos confirmam que Minerva foi caçada insistentemente e acusada de bruxaria, mas acabou por viver uma longa vida vindo a falecer de morte natural.

 A cabeça de Minerva Allen foi arrancada misteriosamente, e o aterrorizador era que desconhecidamente um sorriso estranho predominava no seu rosto mesmo depois da morte, todos que olhavam para Minerva subitamente adquiriam bênçãos e riquezas, o que acarretou uma disputa desenfreada pela parte do corpo da mulher.

 O intrigante era que as bênçãos acabavam por tornar-se em maldições, a disputa pela cabeça levantava os egos, destruía reinos e acarretava em guerras a qualquer um que possuísse a cabeça de Minerva Allen.

 Um rei de nome Haskel decidiu enterrar de uma vez por todas a cabeça, procurou um lugar desconhecido de todos e levou obstinadamente a parte do corpo de Minerva Allen num baú sepultando para sempre a maldição. Há séculos muitos aventureiros buscam encontrar a cabeça mas o paradeiro permanece oculto, Minerva Allen descansa em paz.

 
});