Tempestade solar 'aterrorizante' de 1582 que causou 'grande incêndio no céu' pode acontecer novamente neste século. Foto: NASA


Num estudo recente, especialistas da Cornell University descreveram dois registos da confusão cósmica feitos por observadores portugueses.

O evento iluminou o céu com uma luz vermelha violenta por três noites consecutivas, de acordo com uma das fontes.

Uma segunda fonte relata que parte do céu “apareceu queimando em chamas”, gerando “pavor e medo” entre as testemunhas oculares.

As representações correspondem a relatos semelhantes de estranhas luzes noturnas relatadas no Japão, Alemanha e dezenas de outras cidades na Europa e na Ásia.

Os pesquisadores atribuíram anteriormente o grande evento climático espacial de março de 1582 a uma grande tempestade solar que atingiu a Terra.

Tempestades solares são explosões de partículas altamente carregadas que - se poderosas o suficiente - podem causar estragos na Terra e desorganizar equipamentos eletrônicos.

Uma tempestade em 1859, por exemplo, é amplamente considerada o evento climático espacial mais extremo já registrado.

 
});