O co-fundador da Neuralink, Max Hodak, propôs um novo conceito com a ajuda da engenharia genética para criar dinossauros novos e “aprimorados”.

“Poderíamos construir um verdadeiro Parque dos Dinossauros se quiséssemos. É claro que essas não seriam cópias geneticamente exatas de dinossauros, mas em 15 anos de estudo e engenharia poderiam criar novas espécies superexóticas”, escreveu Hodak.

Ele acrescentou que essas tecnologias podem ser uma das ferramentas mais valiosas para aumentar a diversidade de espécies e restaurar muitas espécies mortas. Ele também observou que, neste estágio, a Terra já está no meio de outra era de extinção em massa.

“Por que estamos focando apenas na conservação das espécies? Porque não fazemos algo completamente novo”, disse Hodak.

Criar novos dinossauros é apenas parte da grande ideia de Hodak, um projeto comercial para obter fundos que se propõem ser direcionados para o aumento da biodiversidade do planeta. 

“Definitivamente faz sentido conservar e preservar a biodiversidade”, diz Hodak. “Mas por que parar aí? Por que não tentamos criar algo novo com mais propósito?”

[SouLask]

 
});