Um mês após o mais poderoso terremoto da história da Croácia - um M6.4 em Petrinja em 29 de dezembro de 2020 - grandes crateras continuam a aparecer perto do epicentro.

Crateras começaram a se formar na aldeia de Mechenchani, cerca de 25 km (15 milhas) do epicentro, imediatamente após o terremoto. 

A princípio apareceu uma, que estava logicamente ligada às deformações do solo e ao colapso de algumas cavernas subterrâneas, mas depois foram duas, três e assim por diante. Até o momento, existem mais de cinquenta sumidouros.

[SouLask]

 
});