No norte de Israel, próximo à fronteira com o Líbano, foi encontrada uma inscrição em aramaico, o que atesta a veracidade do texto bíblico.

Um achado arqueológico prova a existência do rei David que conseguiu lidar com o gigante Golias. Após um feito heróico, Davi começou a governar o reino unido da Judéia e Israel. Os eventos ocorreram entre 1010 e 970 AC.

Na laje descoberta com uma inscrição, que tem cerca de três mil anos, menciona o nome de Davi.

No século passado, não houve uma única fonte além da Bíblia que mencionasse o nome de Davi. Como resultado, muitos especialistas afirmaram que o rei era fictício. Foi alegadamente inventado pela comunidade judaica, que chegou ao seu território natal desde o cativeiro da Babilônia no século 5. AC. 

A opinião mudou drasticamente depois de explorar o local de Tel Dan e encontrar uma placa no sopé do Monte Hermon. A inscrição em aramaico foi criada um século após a morte do rei. A laje fazia parte de um monumento erguido por Hazael, governante de Damasco. Hoje, o artefato está no Museu de Israel.

[Planeta]

 
});