Os meteorologistas foram capazes de calcular quanto a temperatura global na Terra ainda poderia aumentar, eles acreditam que o próximo ano pode ser um pouco mais frio do que os últimos seis anos.

Em 2021, as temperaturas serão ligeiramente mais baixas do que nos últimos 6 anos. O declínio será afetado por um fenômeno como o La Niña, que é observado na região tropical do Pacífico. Esse fenômeno ocorre quando ventos muito fortes transportam água da superfície para outra área do oceano, como resultado, águas frias aparecem na superfície, que sobem das profundezas.

Devido a esse fenômeno, ele reduzirá a temperatura da superfície do oceano em cerca de 1-2 graus no próximo ano. Adam Scaife acrescentou que, desta forma, podem ser evitadas temperaturas recordes que foram observadas nos últimos anos. Apesar do fenômeno La Niña, o nível de emissões nocivas para a atmosfera não vão diminuir e no futuro a temperatura pode continuar aumentando.

[Planeta]

 
});