Vacina contra a poliomielite causa surtos de poliomielite na África. | Resumo.

A OMS admite que os vírus derivados da vacina da pólio atualmente causam novos surtos de pólio na África. Imagem CDC

Um ano atrás, os meios de comunicação lançaram uma luz sobre o fato (um fato que faz as autoridades de saúde pública se contorcerem) de que as vacinas orais da pólio estão causando surtos de pólio.

Com relatórios fluindo ao longo de 2019 sobre a circulação de poliovírus derivados de  vacinas  em vários países africanos e asiáticos, um virologista do CDC confessou: “Criamos mais vírus novos do que curamos." Houve 400 casos registrados de poliomielite derivada da vacina em mais de 20 países em todo o mundo.

Esta semana, a mesma história está ganhando as mesmas manchetes, com o anúncio envergonhado da OMS de que a vacina oral contra a poliomielite é responsável por um surto alarmante de poliomielite no Sudão - "ligado a uma epidemia contínua provocada pela vacina no Chade" e com surtos paralelos em um uma dúzia de outros países africanos.

Na verdade, entre agosto de 2019 e agosto de 2020, houve  400 casos registrados de poliomielite derivada da vacina  em mais de 20 países em todo o mundo. Ironicamente, a OMS divulgou esse “revés” apenas uma semana depois de declarar que o continente africano estava livre do poliovírus selvagem - o que não era visto na África desde 2016.

Enquanto os epidemiologistas africanos afirmam alegremente  que esses surtos podem "ser controlados com mais imunização", o Sudão se prepara para lançar uma  campanha de vacinação em massa contra a pólio, a OMS avisa que "o risco de  maior disseminação da pólio derivada da vacina  na África Central e o Chifre da África ”é alto.

A Fundação Gates é um financiador líder da vacinação oral contra a poliomielite na África e em todo o mundo, tendo dedicado quase 4 bilhões  a esses esforços até o final de 2018. Conforme discutido na  Forbes  em  maio de 2019, Gates “pessoalmente [conduziu] o desenvolvimento” de novas vacinas orais contra a poliomielite e desempenha um “papel estratégico além do financiamento.” O  autor da Forbes (que tem parceria com Gates em iniciativas de pólio) afirma:

O trabalho com a vacina [da poliomielite] muda a direção da luz sobre Gates e a Fundação, mudando a visão de filantropo para empreendedor social. A Fundação não é apenas uma organização de doação, mas também um motor de inovação.

Claramente, o resultado dessas “inovações” é de centenas de novos casos de pólio por ano e merece um olhar mais atento.

[Strange Sounds]

 
document.querySelectorAll('img').forEach(function(img) { img.src = img.src.replace('/s72-c','/s1600'); });