Aborto sob demanda foi autorizado na França, os legisladores votaram para permitir o aborto para mães que sofrem “sofrimento psico-social”, aprovando efetivamente o aborto até o nascimento por qualquer motivo, em uma votação noturna sobre a revisão da lei de bioética do país.

O projeto de lei deve agora retornar ao Senado para sua segunda leitura. Uma lei modificada seria então votada por um comitê conjunto das duas casas ainda este ano, mas a decisão da Assembleia Nacional é final quando um consenso não pode ser alcançado.

 
});