Agricultor americano revela o que cresceu a partir das sementes misteriosas da China. | Resumo.


Anteriormente, escrevemos que sementes estranhas chegaram aos residentes dos EUA, Canadá e Reino Unido, as quais eles não pediram. O remetente ainda é desconhecido. Ficou estabelecido apenas que a carga veio da China. As autoridades recomendaram que as pessoas se livrassem dos sacos, mas nem todos os residentes o fizeram.

A maioria das pessoas tinham medo até de tocar nas sementes, porque não se sabia que perigo elas podiam carregar. Um fazendeiro americano chamado Doyle Crenshaw, de Arkansas, correu o risco ao plantar a semente. O homem acelerou o crescimento das plantas de todas as maneiras possíveis porque se esgotou de curiosidade. O cuidado da colheita era da mais alta qualidade: irrigação, aplicação de fertilizantes orgânicos a cada duas semanas, etc.

Quando os primeiros brotos surgiram do solo, ficou claro que não havia ameaça: uma abóbora comum havia crescido no local. As sementes em si não pareciam suspeitas, então Doyle não entendeu o pânico das pessoas.

O americano falou aos jornalistas que inicialmente, quando a carga lhe foi entregue, ele primeiro se surpreendeu, depois ficou assustado porque o desconhecido sempre assusta. Então ele olhou para as sementes e não percebeu nada incomum ou estranho.

A própria embalagem indicava que era da China e que a carga continha supostamente brincos. A descrição do interior variou para cada morador que recebeu o pacote.

O fazendeiro atraiu a atenção dos jornalistas, então logo apareceu uma história sobre Doyle. O vídeo está disponível no YouTube.

[Planeta]

 
document.querySelectorAll('img').forEach(function(img) { img.src = img.src.replace('/s72-c','/s1600'); });