Até o final do ano, uma nova ameaça global pode levar milhões de vidas. | Resumo.


Por vários meses o mundo luta contra a pandemia de coronavírus e os especialistas não param de procurar maneiras de eliminar esse problema. 

Outro perigo global está se espalhando ativamente neste momento. Hoje, muitos países estão sendo ameaçados pela fome alertou a Oxfam Internacional. 

Segundo especialistas, até o final deste ano um grande número de pessoas podem morrer por causa disso.

Em primeiro lugar, esses países podem sofrer muito mais: Iêmen, Congo, Afeganistão, Venezuela, parte ocidental da África Subsaariana, Sudão do Sul, Sudão, Síria e Haiti.

Além disso, de acordo com especialistas, é óbvio que o dano da pandemia à economia global não pode ser eliminado até o final deste ano, e possivelmente até no próximo.

No relatório, os especialistas alertam que até o final deste ano a fome resultante do coronavírus pode matar 12 mil pessoas, o que pode ser ainda maior do que a própria doença.

A ONU está preocupada e pesquisas sugerem que o problema da fome pode afetar cerca de um quarto de bilhão de pessoas em diferentes partes do mundo. A organização também deseja criar um suprimento de alimentos por três meses que pode ser enviado aos países onde a situação será mais difícil.

A incidência do COVID-19 continua se deteriorando no mundo. Assim, em 9 de julho já havia mais de 12 milhões de pacientes e, no último dia 213 mil novos casos foram descobertos. O aumento mais rápido no número de pacientes é observado nos EUA e no Brasil.

[Planeta]

 
document.querySelectorAll('img').forEach(function(img) { img.src = img.src.replace('/s72-c','/s1600'); });