As previsões de Jeane Dixon - Previu a morte de Kennedy e a chegada do anticristo. | Resumo.


Jeane Dixon foi chamada a "Vidente do Capitólio", por assessorar "psiquicamente" vários presidentes dos Estados Unidos.
Jeane Dixom, uma filha de família rica de imigrantes alemães, nasceu nas primeiras décadas do século passado em Wisconsin com o nome de Lydia Emma Pincket.

Desde muito jovem recebeu uma estreita educação católica, embora também sentisse que tinha um dom para vidência, especialmente depois que em uma ocasião uma cigana lhe leu a mão e lhe dissera que seria uma "famosa vidente" e que advertiria gente famosas e poderosas.

Jeane Dixon começou a fazer as primeiras previsões enquanto era voluntária em hospitais militares durante a Segunda Guerra Mundial. Em 1939 se casou com James Dixon, um homem de negócios divorciado que trabalhava como distribuidor de carros.

Enquanto trabalhava com seu esposo em uma concessionária de carros, e já utilizando o nome Jean Dixon, a vidente começou a consolidar seu talento para a profecia. Seu pulo na fama se produzia na década dos anos 50 quando predisse a morte do Presidente Jonh F. Kennedy em novembro de 1963.

Dixon assegurou que durante uma manhã de 1952 teve uma visão da Casa Branca: Viu os números 1, 9, 6 e 0 sobre uma nuvem escura, e a um homem jovem de boa aparência de roupa e olhos azuis que estava na porta.

Uma voz, então, lhe anunciou que se tratava de um político do Partido Democrata que chegaria a Presidência dos Estados Unidos em 1960, mas que seria assassinado durante seu mandato. Conta-se que a vidente tinha tentado prever ao presidente Kennedy do iminente magnicídio, mais ele não lhe deu caso.


A relação de Jean Dixon com a família Kennedy não terminou aqui, pois a vidente também antecipou o assassinato de Robert Kennedy em 1968, depois que esse anunciou sua candidatura a presidência dos Estados Unidos.

A imagem de Jeane Dixon ganho notoriedade pelo qual a vidente começou a trabalhar elaborando um horóscopo que seria publicado em numerosos jornais dos Estados Unidos.

 Além da política e no mundo dos espetáculos nos Estados Unidos, pelo que a imprensa a batizou como a "Vidente do Capitólio", por assessorar "psiquicamente" a vários presidentes dos Estados Unidos.

Jane Dixon não teve escrúpulos em aproveitar seus dons de adivinhações para ganhar a loteria em mais de 45 ocasiões, o que aumentou ainda mais sua popularidade. As pessoas lotavam os estádios para escutar suas conversas de 15 minutos, pagando os 100 dólares (um alto valor para a época) que custava a entrada para escutar-la somente um momento. 

Todos os benefícios econômicos que Dixon obteve foi em pró da sua organização de caridade "Children to Children".

 AS OUTRAS PREVISÕES DE JEANE DIXON

Jeane Dixon também fez outras importantes previsões relacionadas com a política dos Estados Unidos como o inesperado fim da presidência de Richard Nixon, devido ao escándalo Watergate.

Segundo ela mesmo contou, estava sentada com o bidê de banheiro quando sentiu um calafrio na virilha. Quando se levantou precipitadamente, observou que a água formava uma cara triste, cujos, rasgos eram incrivelmente parecidos a Richard Nixon, desse modo, soube que sua administração tinha os dias contados. 

  Nas profecias formuladas por Jeane Dixon que se cumpriram se encontram as mortes de Mahatma Gandhi e Marilyn Monroe, o assassinato de Martin Luther King, a incursão terrorista que levou dois esportistas israelenses nas Olimpíadas de Munich, a partição da Índia e o surgimento do Paquistão. 

No entanto, ela também fez outras previsões que não se cumpriram como que uma disputa sobre algumas ilhas chinesas daria início a uma guerra em 1956, ou que os russos chegariam primeiro na Lua ou que o sindicalista Walter Reuther postularia a presidência dos Estados Unidos em 1964.

Por isso, alguns analistas apelidaram a expressão "efeito Dixon", para aludir a tendência a dar maior importância nas profecias supostamente cumpridas e ignorar as falhas.

Curiosamente, Jeane Dixon fez várias previsões que se cumpriram pela metade: por exemplos, previu que Jonh Lennon seria assassinado em 1981 (o mítico música inglês morreu em dezembro de 1980) e que uma princesa do trono inglês morreria em um acidente por perseguição em 1998 (a princesa Diana de Gales morreu em agosto de 1997 em um acidente de carro em uma rua de Paris, depois de bater o carro em que ela estava fugindo de alguns fotógrafos).

Jeane Dixon também previu em 1965 que "nesse século um Papa será ferido corporalmente. Depois que isso ocorrer, a cabeça da Igreja levará outra cara." (em 1981 o Papa João Paulo II foi ferido na Praça de São Pedro, em um atentado perpetrado pelo terrorista turco Ali Agca).

A CHEGADA DO ANTICRISTO, SEGUNDO JEANE DIXON

Jeane Dixon, morreu de um enfarto em janeiro de 1997, afirmatva que seu dom vinha de Deus, ainda quando usava métodos que a Igreja Católica condenava publicamente como o uso da bola de cristal.

Deixou, o livro "Minha vida e minhas profecias", escrito em 1969 quando a vidente tinha perto de 40 anos de idade.

No capítulo 9 desse livro, Dixon faz uma revelação apocalíptica anunciando o advento em um futuro de um anticristo tão cruel que todos os tiranos "pareciam crianças inocentes em comparação com ele", mas que submeteria a todos com o engano de implantar um mundo de paz e de justiça.

Dixon, além disso, acusou nessa obra a existência de um "governo dentro do governo" dos Estados Unidos como os responsáveis intelectuais e materiais dos caos dos últimos dias do mundo.

Esse "governo dentro do governo", segundo a vidente, está liderado por um poderoso grupo econômico e, entre eles, conta-se a uma das principais políticas do país"maquina política que dirigia toda a maldade latente nos homens até levar-los a uma loucura jamais sonhada".

Segundo Jeane Dixon, "mediante a intimidação política, a propaganda e as atividades ilegais, fariam todos os esforços para demonstrar à nação que somente seu homem, o que dirige sua "máquina", tem direito a ocupar a Casa Branca.

E sua campanha fará muito dano a nossa nação, tanto aqui como no estrangeiro. Eu vejo que esse grupo triunfará, ao fazer-se com o controle de fato do país. Dará origem a uma revolução em nossa estrutura social jamais vista antes. Fomentará a agitação racial e o descontento geral".

A vidente adicionou que "eu vejo  um membro dessa "maquina", que sobe ao poder na cidade de Nova York, forçado a admissão de novas leis e regulações que afetariam a muitas famílias dessa grande metrópoles.

O caos social e religioso gerado por essa maquina política em todos os Estados Unidos, preparará à nação a chegada do profeta do anticristo. 
Essa unidade política da costa leste, será o instrumento da serpente (anticristo), que acabará por entregar-lhe a todas as massas".

Com respeito a chegada do Anticristo, Dixon afirma que "seu domínio será a sedução intelectual da humanidade, o que significa uma mistura de ideologia política, filosofia e religião.

Com seus ensinamentos e propagandas, o profeta fará que as pessoas não somente aceite ao anticristo, mas sim, que o deseje com positivo entusiasmo, e que assim chega a acreditar nas condições de sua chegada e a participar ativamente na organização do terrível e assolador despotismo de seu império mundial".
Dixon adicionou "vejo duas características definidas que distinguem ao anticristo: o domínio sobre os homens com um governo de ferro, e a sedução de suas mentes mediante uma falsa ideologia e propaganda. Terá em suas mãos poder na terra, e a utilizará como instrumento. 

Todos os tiranos da história pareciam crianças inocente em comparação com ele. Conquistará toda a terra, e a submeterá com as armas mais modernas. Governará esse novo império mundial com a melhor estratégia e glória militar. Prometerá implantar o reino da justiça sobre a terra, mas os tentará levantá-los contra vossos governantes e superiores".

Jeane Dixon concluiu que "as profecias da Bíblia deixam bem claro que o império mundial do anticristo será um estado totalitário, no sentido mais extremo da palavra.

Exercerá seu poder no mundo inteiro, e sobre cada pessoa, intensivamente, controlando inclusive seus pensamentos. Não haverá "estados vizinhos", e o mundo se converterá em uma ilha dentro do universo.

A guerra, tal como conheceu, já não existirá, e o anticristo se anunciará a si mesmo, como o "príncipe da paz".[UUBR]

 
document.querySelectorAll('img').forEach(function(img) { img.src = img.src.replace('/s72-c','/s1600'); });