Os astrônomos receberam um sinal de rádio incrivelmente poderoso de um objeto em nossa galáxia. | Resumo.


Com a ajuda do telescópio canadense CHIME, um sinal de rádio incrivelmente forte do espaço foi gravado. Os astrônomos acreditam que esse sinal de rádio foi emitido por um magnetar galáctico, chamado SGR 1935 + 2154. Esse evento desempenha um papel muito importante, pois permite estudar melhor a origem de explosões e processos rápidos de rádio que podem ocorrer no espaço.

Magnetares são estrelas do tipo nêutron que possuem campos magnéticos de força incrível. Em seu poder, essas estrelas podem exceder a magnitude do campo magnético do nosso planeta em quatrilhões de vezes. Quando os campos magnéticos nos magnetares começam a decair, isso se torna a causa da emissão de raios eletromagnéticos, que pertencem à categoria de alta energia. Pode ser ondas de rádio ou raios-X bastante poderosos.

Os FRB são potentes rajadas de emissão de rádio, cuja duração não excede vários milissegundos. Durante a radiação, é observada a dispersão dos pulsares de rádio. Hoje, os cientistas ainda não foram capazes de determinar a natureza física de tais explosões. Os astrônomos consideraram um grande número de opções diferentes. Isso incluía jovens magnetares que podem se formar nos remanescentes de supernovas, sinais de algumas civilizações, cordas cósmicas e muito mais.

A Magnetar SGR 1935 + 2154 está localizada a uma distância de cerca de 30 mil anos-luz do nosso planeta e pode demonstrar pulsações de rádio transitórias. Algum tempo atrás, o objeto entrou em um período de explosão de raios-x incrivelmente ativo. Foi depois disso que Paul Scholz, junto com sua equipe, começou a monitorar mais de perto o comportamento desse magnetar.










Com a Informação Planeta.

 
document.querySelectorAll('img').forEach(function(img) { img.src = img.src.replace('/s72-c','/s1600'); });