6 de mai. de 2020


A Suprema Corte dos EUA forçou a Smithsonian Institution a revelar documentos classificados datados do início do século XX. Parece que a instituição esteve envolvida em um grande acobertamento. Os documentos mostram restos humanos gigantes que foram descobertos em toda a América.


Artigos que testemunham essas descobertas foram ordenados a serem destruídos a fim de proteger a cronologia padrão da evolução humana.

Todos esses fatos foram confirmados por um grupo de denunciantes Smithsonian, que declarou que a destruição desses documentos enterraria para sempre as provas da existência de milhares de esqueletos humanos com até 12 pés de altura.


Tudo aconteceu quando um fêmur humano de 13 metros de comprimento foi mostrado como evidência da existência de seres humanos gigantes. Este foi roubado por um Smithsonian nos anos 30 e o manteve com ele a vida toda.



Desde então a Suprema Corte forçou a Smithsonian Institution a revelar documentos classificados sobre qualquer coisa relacionada à destruição de evidências que possam ser importantes para nossa cultura e história.




















Com a Informação Knowledge time.

0 Comentários :

Postar um comentário