Neve fica vermelha ao redor de estação de pesquisa na Antártica. | Resumo.


Cientistas que trabalham em uma estação de pesquisa ucraniana revelaram que a neve nas proximidades ficou com uma cor estranha. 

Uma série de imagens divulgadas pelo Ministério da Educação e Ciência da Ucrânia no início desta semana mostra uma paisagem bizarra de neve e gelo de cor vermelha ao redor da Base de Pesquisa Antártica Vernadsky. 

Embora o fenômeno tenha deixado muitos usuários de mídia social coçando a cabeça, a estranha coloração tem uma explicação convencional.

Acontece que o culpado é um tipo de alga microscópica da neve que se torna mais comum durante o clima (relativamente) mais quente do verão antártico (entre outubro e fevereiro).

As algas têm uma camada de caroteno vermelho que ajuda a protegê-la da radiação ultravioleta do sol. 

"Devido à cor vermelho-carmesim, a neve reflete menos luz solar e derrete mais rapidamente", escreveram os cientistas. "Como conseqüência, produz cada vez mais algas brilhantes". 

O fenômeno passou a ser conhecido como 'neve de framboesa'.









Com a Informação Unexpleid.
 
document.querySelectorAll('img').forEach(function(img) { img.src = img.src.replace('/s72-c','/s1600'); });