Força Espacial dos Estados Unidos já tem a sua primeira arma ofensiva e não é um míssil. | Resumo.


A Força Espacial dos Estados Unidos, cuja criação foi anunciada pelo Presidente norte-americano em junho de 2018, já tem a sua primeira arma.

Não se trata de um míssil nem de um laser. De acordo com o portal Popular Mechanics, a nova arma ofensiva da Força Espacial norte-americana é um bloqueador de satélites, cujo objetivo passa por impedir a comunicação da força inimiga.

O sistema, batizado como Counter Communications System (CCS) Block 10.2, foi entregue na Base da Força Aérea de Peterson, no estado do Colorado, onde está o 4.º esquadrão das Forças Espaciais dos Estados Unidos.

As características técnicas deste sistema não são conhecidas – é informação classificada. Sabe-se apenas o seu objetivo: bloquear a transmissão de dados entre os satélites de comunicação militar e os seus receptores na Terra.

Em caso de conflito militar, uma das soluções mais simples para neutralizar satélites de comunicação dos inimigos seria destruí-los, tal como sugere o portal.

No entanto, há um problema: os satélites militares estão em órbitas muito altas para serem alcançados a partir da Terra. Os satélites geoestacionários localizam-se, por norma, a 36.000 quilômetros de altitude ou mais.

Por isso, concluiu o Popular Mechanics, é mais simples e barato desenvolver armas que neutralizem satélites em vez de tentar destruí-los.












Com a Informação ZAP.
 
document.querySelectorAll('img').forEach(function(img) { img.src = img.src.replace('/s72-c','/s1600'); });