Cinco Mitos sobre as Fadas. | Resumo.

9 de jan. de 2020


Falar sobre mitos sobre fadas é um tanto redundante,no entanto,não falamos aqui do mito como uma verdade oculta,mas de tentativas de explicar a sobrevivência de certas histórias através do raciocínio lógico,que nem sempre é construído sobre o que atualmente consideramos digestível em termos intelectuais.

Fadas são um mito. E todo mito é,em suma,a única maneira de expressar o inexprimível;consequentemente,todo mito é real,já que somente através dele podemos acessar imagens e conceitos que de outra forma seriam rigorosamente inacessíveis.

1) Fadas são as almas das crianças mortas.


Uma crença bastante popular afirma que as fadas são as almas das crianças mortas que se recusam a deixar o mundo.O Banshee da Irlanda, por exemplo,é descrito como minúscula fantasmagoria,semelhante às crianças.Na Inglaterra, acredita-se que as Fadas sejam os espíritos de crianças mortas que não foram batizadas.Há uma anedota curiosa registrada pelo poeta inglês William Blake,que afirmou ter testemunhado o funeral de uma fada depois que um dos bebês em sua região morreu repentinamente sem ter recebido a marca do batismo.

2) Fadas são elementares.


Esse mito indica que existem diferentes níveis de existência, mais etéreos que humanos e menos sutis que os angélicos.O filósofo e ocultista Paracelso detalhou detalhadamente este raciocínio em seu tratado sobre espíritos elementares (Liber de Nymphis,sylphis,pygmaeis et salamandris et de caeteris spiritibus),onde expõe a possibilidade de níveis infinitos de existência entre a matéria bruta e pureza espiritual absoluta,Fadas sendo uma raça que habita este mundo imperceptível.

3) Fadas são anjos.


De acordo com esse mito,as Fadas são anjos "degradados",isto é,anjos rebeldes que não foram condenados a uma existência demoníaca,ou que desceram à Terra muito antes do conflito celestial que o exilado Satanás teve lugar.

Seguindo esse raciocínio lendário,as Fadas eram anjos que se apaixonaram pela Terra e abandonaram sua essência angélica, adaptando-se totalmente às impossibilidades espirituais de seu novo lar. De acordo com uma antiga tradição medieval,quando as guerras celestiais terminaram,Deus permitiu que os anjos vitoriosos escolhessem entre ficar no céu ou experimentar um novo modo de vida na Terra. Aqueles que escolheram o último são o que hoje chamamos de fadas.

4) Fadas são deuses pagãos.


É comum pensar que as fadas são um declínio poético das antigas divindades pagãs esmagadas pelo cristianismo. No entanto,isto não é assim,pelo menos em parte,como evidenciado pelas lendas pré-cristãs celtas e nórdicas,onde as fadas existem muito antes da chegada da fé católica,embora com um tamanho que não tem nada a ver com o minúsculo .

Um dos impulsionadores mais importantes dessa teoria foi J.M. Barrie,autor de Peter Pan e do irritante Tinkerbell,onde ele se funde com o mito número 5.

5) Fadas nascem do riso dos bebês.


Lenda banal que indica que todas as Fadas nasceram das primeiras gargalhadas do primeiro bebê.
Como mencionado,J.M. Barrie incorporou essa idéia para suas histórias de Peter Pan e no romance de 1902:O Pequeno Pássaro Branco,onde a origem das Fadas é explicada nestes termos:

Quando o primeiro bebê riu pela primeira vez,sua risada se partiu em um milhão de partes,e todos pularam. Esse foi o começo das fadas.("Quando o primeiro bebê riu pela primeira vez,sua risada se partiu em um milhão de pedaços,e todos saíram saltitando. Esse foi o começo das fadas).

Essa história prosaica é,na verdade,a pilhagem de uma lenda medieval bastante difundida na Irlanda. No mito original,o riso dos bebês,isto é,o primeiro movimento de inocência,é dividido em um milhão de partes de "vidro",e de lá as fadas surgem.

Visto friamente,a história não difere muito,exceto pelo fato de que esses fragmentos de vidro vieram de um espelho,mas não do espéculo latino,isto é,do espelho como o conhecemos,mas do eidolon grego,que além da reflexão significa ídoloPortanto,o mito irlandês sustenta que as Fadas nascem da queda dos velhos deuses derrotados,fragmentadas em um milhão de peças quase irreconhecíveis.









Com a Informação Mundo Gótico.

0 Comentários :

Postar um comentário