janeiro 05, 2020
0

Em meio a uma floresta, cresce em direção ao céu uma enorme massa de rochas escuras no norte da Austrália. Trata-se da Montanha Negra, conhecida pelos aborígines como "Kalkajaka", o lugar mais assustador e enigmático do norte de Queensland, situado a 25 Km ao sul de Cooktown. Os aborígines evitam o lugar, fazendo alusão a antigas, e assustadoras, lendas. Muitas pessoas já foram até o lugar e nunca mais voltaram, como se tivessem sido engolidos pela terra ou pela própria montanha. Pássaros e animais evitam a área e aviões evitam toda a região por conta de suas rajadas de ar e distúrbios magnéticos.

A montanha é como uma grande pilha irregular de grandes rochas de granito. Ela atinge 430 metros de altura. O lugar é repleto de cavernas e passagens. Essa formação parece ser algo não natural, é uma formação sem explicação, como milhões de pedras de granito foram se acumular assim? Isso é impossível, exceto se as pedras foram empilhadas de propósito por inteligências racionais.
Ufólogos acreditam que talvez a montanha seja a morada de extraterrestres reptilianos, ou que então seja a entrada para uma antiga civilização já que a montanha é artificial e muito antiga. Enquanto isso, os Aborígenes continuam a acreditar que a montanha é repleta de demônios e espíritos malignos.

Em 1991, uma aeronave do departamento de recursos minerais sobrevoou a montanha negra, nos sentidos Norte-Sul e leste-oeste. Com a ajuda de um magnetômetro de hélio e um espectrômetro, foram realizados testes para a presença de rochas magnéticas e radiação. Os resultados foram negativos.

Mesmo hoje em dia, as pessoas evitam a montanha. Nela, ouvem-se estalos e gemidos. Mesmo depois da prova de 1991, ocorrem misteriosos e indetectáveis problemas magnéticos e bússolas não funcionam no local, ouvem-se barulhos de rachaduras e mais estranhezas que só aquela montanha oferece.

0 Comentários :

Postar um comentário