dezembro 04, 2019
0

Um seminário intitulado ‘A experiência sinistra é ministrado na Faculdade de Filosofia da Universidade Complutense de Madri (UCM). Seminário de Satanismo e Caminho da Mão Esquerda’, organizado pela Associação de Jovens Pesquisadores em Ciências Religiosas (AJICR), em colaboração com a Associação de Satanistas da Espanha. 
O seminário aborda, de acordo com seus próprios organizadores, “um dos tópicos mais controversos da Science of Religions“, através de vários trabalhos temáticos com títulos como ‘Satanás nos primórdios do judaísmo’, ‘A figura do maligno na ficção televisiva’ ou ‘Satanismo: além de uma única realidade’. 
essência do satanismo, os elementos que o integram e o questionamento dos mitos e as várias conotações que cercam esse conjunto de crenças serão, de qualquer forma, os temas centrais deste dia acadêmico.
Mas não termina aí: os organizadores do evento também prometem uma “imposição ritual imponente” a ser realizada após o seminário, mas não na faculdade, mas em um bar no centro de Madri, já à noite.
Não transcendeu o conteúdo desse ritual, mas o presidente dos satanistas da Espanha, Miguel Pastor, já reduziu as expectativas mais mórbidas em declarações ao jornal Público: “Não, não vamos sacrificar uma cabra ou um bebê“.

“Ídolos do mal” e “Desculpas do mal”

No entanto, o curioso evento universitário gerou rejeição em certos setores da população, como evidenciado por uma petição na plataforma virtual Change.org, que visa evitar “que na universidade pública seja permitida a disseminação de pseudo-religiões que pedem desculpas pelo mal, eles adoram ídolos do mal e animalizam o ser humano, e cujas práticas causaram e causam milhares de vítimas em todo o mundo”. 
Essa contra-iniciativa teve um sucesso muito limitado, insuficiente para supor um obstáculo à celebração do evento, uma vez que nem sequer conseguiu reunir as 1000 assinaturas propostas como objetivo.
No entanto, houve, aparentemente, um pequeno incidente durante um dos intervalos do seminário, conforme relatado por um dos participantes na quinta-feira, via Twitter. De acordo com esse testemunho, um grupo de cinco homens encapuzados entraria na faculdade fazendo a saudação fascista e, gritando “Viva Cristo Rei!”, Teria lançado uma série de panfletos.
O texto desses panfletos permite inferir que os protagonistas desse “momento surrealista” seriam militantes da União Universitária Espanhola, uma organização estudantil vinculada ao partido político de extrema direita e inspiração fascista da Falange espanhola

Satanismo como uma posição filosófica

O satanismo pode ser definido genericamente como um conjunto de crenças ou fenômenos sociais que tornam a adoração ou admiração de Satanás ou alguma figura semelhante. No entanto, esse tipo de veneração admite muitas nuances, que se traduzem em várias maneiras de entender o satanismo.
Da própria associação, os satanistas da Espanha explicam que não praticam o culto a Satanás e esclarecem que o satanismo “busca que cada indivíduo se divida de maneira responsável“, esclarecendo que para eles “Satanás (ou Lúcifer) é um símbolo de espírito crítico orgulho e rebelião, bem como a busca de conhecimento, liberdade e prazer”.
E, contrariamente à crença popular, essa abordagem do satanismo, conhecida como satanismo de Laveyan, não implica de forma alguma um “culto do diabo” como símbolo do mal. Na verdade, é uma filosofia ateísta , que afirma o indivíduo como seu próprio “deus”. Nesta perspectiva, Satanás é visto como um personagem mítico, literário, que funciona como um símbolo de desafio ao conservadorismo das principais correntes filosóficas e religiosas, e especialmente das chamadas religiões abraâmicas (principalmente cristianismojudaísmo e islamismo), que vêem esse personagem como sua antítese.
Dos satanistas da Espanha, eles também esclarecem que sua associação “não tem nada a ver com as chamadas seitas destrutivas“. “Nem temos ritos de passagem, nem sacrificamos animais ou pessoas. Se você está procurando fazer essas coisas, não é bem-vindo”, acrescentam.
Um dos ramos mais conhecidos do satanismo é o que se materializou no chamado Templo Satânico, que já é uma organização oficialmente reconhecida como religião nos Estados Unidos.









Com a Informação RT.

0 Comentários :

Postar um comentário