Um humano poderia realmente viver 150 anos? Crédito da imagem: CC BY 2.0 Sharada Prasad CS Uma

Nova pesquisa indicou que 150 pode ser a idade mais velha que qualquer ser humano poderia atingir de forma realista.

A humana mais velha registrada na história foi Jeanne Calment, da França, que morreu em 1997 com 122 anos e 164 dias.

A ficção científica há muito se debate com a ideia de usar a ciência para interromper o processo de envelhecimento, permitindo que alguém, teoricamente, viva para sempre na ausência de morte por acidente ou doença, mas se descartarmos a intervenção tecnológica, os cientistas agora acreditam que há um limite rígido por quanto tempo uma pessoa pode sobreviver naturalmente e tudo isso tem a ver com a resiliência do corpo humano a lesões e estresse.

Em um estudo recente, pesquisadores da empresa de biotecnologia Gero, com sede em Cingapura, usaram as contagens de células sanguíneas de um grande grupo de pessoas para determinar a capacidade de recuperação em diferentes grupos de idade.

Um adolescente que cai, por exemplo, pode simplesmente tirar a poeira e continuar como se nada tivesse acontecido, enquanto uma pessoa frágil na casa dos 80 pode levar meses para se recuperar totalmente.

De acordo com a pesquisa, essa capacidade de recuperação desaparece totalmente entre 120-150 anos de idade.

Isso sugere que 150 pode ser o limite superior absoluto da expectativa de vida natural do ser humano.

[CNET.com]
 
});