Por anos, alguns especularam que este pedaço incomum de lixo espacial é na verdade um dispositivo extraterrestre.

Você provavelmente já viu esta fotografia antes (acima) - um pedaço metálico preto de algum remanescente não identificado da indústria espacial que foi capturado pela NASA em 1998.

Oficialmente, é simplesmente um pouco mais do que um pedaço de lixo espacial, mas, para muitos teóricos da conspiração, o 'Cavaleiro Negro' é na verdade um satélite extraterrestre que observa nosso planeta há anos.

Histórias sobre o objeto foram 'datadas retrospectivamente' desde o século 19 a uma fonte de rádio extraterrestre ouvida durante os experimentos de rádio de Nikola Tesla.

Embora este sinal tenha sido atribuído a um pulsar - algo que não tinha sido identificado na época - ainda existem muitos que o atribuem ao satélite Cavaleiro Negro.

Durante o século 20, a especulação sobre a possibilidade de uma plataforma orbital de 'vigilância alienígena' recebeu um impulso adicional quando o astronauta Gordon Cooper relatou ter visto um OVNI durante sua viagem ao espaço a bordo da missão Mercury-Atlas 9 em 1963.

Também houve relatos de que a Marinha dos Estados Unidos detectou um satélite espião de cor escura em 1960.

Nos anos mais recentes, foi sugerido que o objeto fotografado em 1998 era na verdade uma 'manta térmica' usada para proteger satélites espiões ultrassecretos dos Estados Unidos da detecção durante a Guerra Fria.

Do jeito que as coisas estão, realmente não há nada que sugira que o objeto seja algo além de detritos espaciais, no entanto, é improvável que isso satisfaça aqueles que acreditam que seja algo mais.

Seja qual for o caso, é uma teoria da conspiração que dificilmente desaparecerá tão cedo.

 
});