Objeto de alta velocidade é encontrado no centro da Via Láctea. Mistério Resumo.

 

Objeto de alta velocidade é encontrado no centro da Via Láctea.

Astrônomos que trabalham no complexo de radiotelescópios Atacama Large Millimeter Array, no Chile, descobriram um objeto estranho no centro da nossa galáxia, a Via Láctea, que “desafia qualquer definição”. O trabalho dos astrônomos foi publicado na revista científica Astrophysical Journal Letters.

Os astrônomos analisaram uma variedade de teorias sobre o que este objeto poderia ser, desde um buraco negro a uma nuvem em colapso e a uma estrela evoluída, mas nenhuma das versões correspondia às características deste objeto misterioso.


O objeto recebeu a designação de código G0.02467-0.0727 e a abreviatura MUBLO – Millimeter Ultra-Broad Line Object.
O objeto recebeu a designação de código G0.02467-0.0727 e a abreviatura MUBLO – Millimeter Ultra-Broad Line Object. 


Em geral, descobriu-se que nenhum tipo de corpo astronômico conhecido é adequado para identificar o objeto detectado.


“O centro da nossa Galáxia contém milhares de milhões de estrelas, dezenas de milhões de massas solares de gás, um buraco negro supermassivo, um décimo da formação estelar em curso na nossa Galáxia e um vasto cemitério de remanescentes estelares. Portanto, é o local mais provável para descobrir novas classes de objetos. Neste trabalho apresentamos um desses objetos”, escrevem os autores da descoberta. 


“Consideramos várias explicações para MUBLO, incluindo saída protoestelar, saída explosiva, nuvem em colapso, estrela evoluída, fusão estelar, nuvem compacta de alta velocidade, buraco negro de massa intermediária e galáxia de fundo. A maioria destes modelos conceituais ou não se ajustam aos dados ou não os explicam completamente”.


O objeto foi descoberto enquanto a equipe estudava uma região especial no centro da Via Láctea conhecida como zona molecular central (CMZ). Esta zona, com cerca de 700 anos-luz de largura, contém quase 80% de todo o gás denso da galáxia e é o lar de nuvens moleculares gigantes e aglomerados massivos de formação de estrelas que ainda são pouco compreendidos.


A temperatura do gás no objeto era de cerca de -436 graus Fahrenheit (-260 graus Celsius), muito mais fria do que o que é normalmente observado nesta parte da galáxia.


As características mais próximas do MUBLO eram de um buraco negro de massa intermediária, mas ainda assim muito diferente. “MUBLO é atualmente um objeto único para observar”, disse a equipe.


0 Comentários :

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Postagem mais recente Postagem mais antiga
 
});