Em 25 de setembro de 2014, na exposição Vale Wood Farms em Loretto, Pensilvânia, um bezerro muito estranho estava em exibição, o animal exibia um número 7 muito óbvio em sua cabeça:

O bezerro foi batizado de “Baby Ben”, descobriu-se que no Texas outro bezerro nasceu no mesmo dia:

A história do Faraó, que viu sete vacas em um sonho interpretado por José, é conhecida por quase todos os leitores da bíblia. Como consequência, após a notícia, muitos rabinos e pastores se animaram, alcançando a mídia e apontando que a estranha notícia apareceu no dia do início do Shmita em 2014.

Shmita no calendário judaico é como um “sábado prolongado por um ano”. O calendário para o futuro próximo será assim:

5775 (25 de setembro de 2014 - 13 de setembro de 2015)

5782 (7 de setembro de 2021 - 25 de setembro de 2022)

5789 (21 de setembro de 2028 - 9 de setembro de 2029)

Com base neste calendário, pastores e rabinos previram que o caso das vacas é provavelmente místico e que o mundo deveria esperar, como o Faraó, pelos primeiros sete anos de prosperidade e depois sete anos de dificuldades, talvez até fome.

Naturalmente, os ateus ririam dos tolos medievais e sombrios, mas sete anos se passaram e... agora nem todos estão à altura de rir, os preços estão crescendo aos trancos e barrancos e tudo sugere que, na primavera de 2022, pode faltar alimentos.

Como o dia 7 de setembro de 2021 já está bem próximo, a profecia foi lembrada por teóricos da conspiração e um deles novamente lembra que o próximo ano do Shmita não será fácil, que países e pessoas terão que apertar o cinto. Além disso, tudo pode começar já em 19 de julho, quando o mundo pode ter um crash do mercado de ações.

O crash do mercado de ações pode ser precedido por um evento muito significativo e até certo ponto épico.

É difícil para nós dizer quão verdadeira é a profecia sobre 19 de julho, mas, como escrevem os rabinos,  o Mashiach deve vir no primeiro ano após o ano de Shmita.  

Os chineses já estão ameaçando o Japão com uma guerra nuclear, o que irritou o único país do mundo que tem uma triste experiência com o uso de armas nucleares.

[SouLask]

 
});