O prefeito de Parajito, cidade ao norte da Colômbia, anunciou recentemente um toque de recolher proibindo o trânsito e a presença de menores de 17 anos em locais públicos entre as 7 da noite e as 5 da manhã, para protegê-los de espíritos malignos que supostamente se espalharam através do popular aplicativo de mensagens WhatsApp.

Desde o início desta semana, autoridades da cidade relataram pelo menos 14 casos de adolescentes exibindo comportamentos estranhos, incluindo ameaças de pular de pontes, auto lacerações, convulsões, desmaios e mudanças inexplicáveis ​​em suas vozes.

Como a maioria dos jovens hoje em dia, todas as vítimas estavam supostamente usando o popular aplicativo de mensagens WhatsApp, e começaram a circular rumores de que os demônios evocados pelo aplicativo eram responsáveis pelo comportamento incomum. Para proteger os jovens de si mesmas, o prefeito Inocêncio Perez decidiu impor um toque de recolher que permite que os jovens menores de 17 anos saiam de suas casas somente sob a supervisão de seus pais ou guardiões legais.

- "Tomei essa decisão com base nos casos de alerta vermelho que foram apresentados", disse o prefeito. - "Algumas crianças diziam que iam cometer suicídio, porque a hora deles tinha chegado, que iam pular de uma ponte, e falavam de maneira incoerente."

Depois de consultar a polícia local, assistentes jurídicos do Gabinete do Prefeito e psicólogos, o prefeito decidiu que a melhor maneira de impedir que os jovens fizessem coisas malucas sob a influência desses anjos caídos era impor um toque de recolher. Até que as coisas voltem ao normal, jovens com menos de 17 anos estão proibidos de passear ou se reunir em locais públicos entre as 19h e as 5h, a menos que estejam acompanhados.


Segundo o jornal Tempo, tudo começou supostamente quando menores decidiram participar em um desafio de um grupo de WhatsApp, onde tinham que jogar o tabuleiro ouija (jogo do copo), entre outras coisas. O coronel Fernando Triana, da Polícia local, explicou que foi a comunidade que comunicou à prefeitura sobre esta prática que poderiam estar relacionadas com as alterações no comportamento dos meninos.

O prefeito disse que a medida o tornou impopular entre os jovens, mas é algo com o qual ele pode conviver se isso evitar que façam alguma tolice.

- "Há pais que me agradeceram, mas algumas crianças estão de mau humor", disse Perez aos repórteres.

Os pais cujos filhos forem flagrados violando o toque de recolher receberão pesadas multas.






Com a Informação Mdig.

0 Comentários :

Postar um comentário