A mãe de Akihiko Kondo rejeitou o convite de casamento do único filho, este mês, em Tóquio (Japão). O motivo: o homem de 35 anos estava se casando com um holograma.

A noiva é uma cantora em realidade virtual chamada Hatsune Miku.

Nenhum parente chamado compareceu à cerimônia inusitada. A festa para celebrar a união com Miku - uma jovem de 16 anos com longuíssimos rabos de cavalo azuis - custou o equivalente a R$ 65 mil. Quarenta convidados participaram da celebração em requintado salão de festas na capital japonesa.

"Eu nunca a traí, sempre estarei apaixonado por ela. Penso nela o dia todo", afirmou o japonês à agência France Presse.

 

 

O japonês se considera um homem casado comum. A esposa holográfica o acorda todas as manhãs e se despede dele quando Akihiko vai ao trabalho - é administrador de uma escola.

À noite, quando ele diz pelo celular que está voltando para casa, Miku acende as luzes da residência e fica à espera do amado. O holograma também indica a hora em que Akihiko deve ir para a cama.

Akihiko vai para a cama com a versão de Miku em pelúcia. Os dois exibem alianças. Ele, tradicionalmente: em um dedo da mão esquerda. Ela, no punho esquerdo.

0 Comentários :

Postar um comentário