Cinco antiquíssimas moedas cunhadas por judeus foram descobertas nas escavações em curso junto ao Monte do Templo, confirmando mais uma vez a inegável ligação da História judaica a Jerusalém e ao Monte Moriá onde foram no passados erigidos os 2 templos.
 
As moedas são muito raras e têm numa das faces as letras "YHD", ou "Yehud", que era o antigo nome aramaico para a Judeia. Calcula-se que as moedas datem do final do 4º século a.C.
 
Segundo um dos co-directores do projecto arqueológico, Zachi Dvira, só 5 moedas deste tipo é que foram até agora encontradas nestes últimos 150 anos de escavações em Jerusalém.
 
Dvira lembrou que os peregrinos judeus costumavam trazer os primeiros frutos da época ao Templo por volta da época da Festa do Shavuot, ou das Semanas (Pentecoste), convertendo depois o seu valor em prata nos dias do Segundo Templo.
 
Dvira assinalou também que o local do Templo era um centro para comércio e administração pública, fazendo dele um local propício para o achamento de moedas. 
 
"Estas eram as primeiras moedas cunhadas por judeus " - afirmou Dvira, acrescentando: "Elas representam o regresso do povo à sua terra após o exílio na Babilónia, e a sua capacidade para manter e sustentar laços diplomáticos com o império dominante - a Pérsia - semelhantes às que hoje temos com os Estados Unidos."
 
O arqueólogo lembrou ainda que a moderna moeda israelita - onovo shekel - tem também gravadas as letras "YHD", tal e qual surgem nas moedas agora desenterradas.
 
Estas 5 pequenas moedas foram encontradas durante os trabalhos de pesquisa minuciosa das toneladas de entulho atiradas para o vale do Cedro em 1999 pela Waqf Islâmica após as escavações ilegalmente realizadas no Monte.
 
Segundo as autoridades israelitas, essas escavações ilegais conduzidas pelos muçulmanos no Monte do Templo visaram a destruição total de todas e quaisquer provas da presença judaica em Jerusalém.
 





Com a Informação Shalom, Israel!

0 Comentários :

Postar um comentário